sexta-feira, dezembro 15

Curso de Blender 3D, Animação e Modelagem

+ Curso de Blender 3D com Certificado Reconhecido de 45 horas!

Olá! Seja bem vindo a sua primeira aula de “Modelagem 3D com Blender”. Este Curso de Blender 3D irá te guiar através da interface de um programa de computação gráfica, como aqueles utilizados por artistas 3D e produtores de jogos. Esse software se chama “Blender”.

Apesar de não ser um software tão conhecido, o “Blender” não tem nada a perder em relação aos outros softwares 3D do mercado. Ele trabalha com um sistema muito ágil para modelagem.

matricula

É um programa incrivelmente leve, sendo possível rodá-lo em computadores com baixa capacidade de processamento. Além disso, ele possui uma licença gratuita, sendo assim, qualquer um pode fazer o download do programa e utilizá-lo sem ter que fazer registro ou pagar qualquer quantia em dinheiro.

Está pronto para começar? Então, antes de qualquer coisa teremos que baixar o “Blender” para o nosso computador. Veja que temos um ícone de atalho do Mozilla Firefox em sua área de trabalho. Vamos abrir este navegador de internet? Então, leve o cursor do mouse até ele e dê um duplo clique para abri-lo.

Perfeito! Estamos na página inicial do navegador. Agora precisamos acessar o site do “Blender”. Então, leve o cursor do mouse até a barra de endereços e dê um clique no endereço “www.google.com.br”, para selecioná-lo.

Muito bem! Agora que o endereço foi selecionado vamos apagá-lo. Pressione a tecla “Backspace” do seu teclado.

Ótimo! Agora você irá digitar o seguinte endereço: www.blender.org. Vou repetir pausadamente: w, w, w, ponto, B, L, E, N, D, E, R, ponto, O, R, G. Assim que digitar pressione a tecla “Enter” do seu teclado.

Parabéns! Você acessou corretamente o site do “Blender”. Como eu havia falado, o “Blender” é um software de licença gratuita, então você não pagará nada para acessar o site ou baixar seus arquivos. Perceba que o site é totalmente em inglês, logo é necessário conhecimento da língua para acessar alguns materiais que estão disponíveis neste site, mas não se preocupe com isso agora.

Para que você possa ter uma ideia do potencial dessa ferramenta, vamos acessar a aba “Features & Gallery”, que está localizada no canto superior esquerdo da página.

Muito bem! Na página “Features & Gallery”, ou Características e Galeria em português, você tem acesso a alguns materiais sobre o programa, como demonstrações, vídeos, e alguns tutoriais, e também tem acesso aos trabalhos executados por alguns artistas 3D. Leve o cursor do mouse até a figura do beija-flor, logo abaixo da palavra “Gallery” e dê um clique.

Fantástico não é?! Existem muitos trabalhos impressionantes aqui. Quem sabe um dia você também não se torne um artista desses e coloque seus trabalhos aqui. Veja a riqueza e a qualidade dos detalhes. Vamos ver mais alguns? Então, localize e pressione a tecla “Enter” do seu teclado.

Muito bem! Eu estou muito animado para começar a trabalhar com “Blender”, e você? Tenho certeza que você também deve estar. Então, não vamos perder mais tempo. Novamente localize e pressione a tecla “Enter” do seu teclado.

Perfeito! Agora perceba que no canto superior da página existe uma aba chamada “Download”. Dê um clique sobre ela.

OK! Estamos na página de download. Nessa página existem várias versões do programa, com diferentes recursos e para diferentes plataformas. Entenda como plataforma o seu sistema operacional. Isso ocorre por que o “Blender” é um programa de código aberto.

E o que é um programa de código aberto? Em um programa de código aberto, qualquer pessoa tem acesso ao seu código fonte, sua estrutura está disponível para qualquer pessoa que baixa o programa, podendo fazer alterações, aperfeiçoamentos, correções de erros e atualizações nele.

A pessoa que auxilia na atualização de códigos é chamada de “Colaborador” ou “Parceiro”, e a organização Blender.org conta com vários parceiros, a maioria são usuários, que auxiliam na correção e melhoria do programa. Por isso sempre existe uma nova versão do software disponível para download. A versão mais recente do programa é a “2.61”.

Essa versão do “Blender” já foi testada e é a mais estável até o momento, já que foram feitas várias correções e melhorias no programa até chegar nesta versão. Muito bem, chega de falar e vamos fazer o download do arquivo? Leve o cursor do mouse até o link “Blender 2.61 Installer”, que está logo após o nome do sistema operacional da versão “Windows 32 bits”, e dê um clique sobre ele.

Muito bem! Perceba que foi apresentada uma janela para a confirmação do download. Confirme clicando no botão “Download”.

Ótimo! Veja que o download está em andamento. Muito bem, ele já foi concluído. Foi rápido, não foi? Essa é mais uma das vantagens do Blender. Ele é um programa muito leve, exatamente 27.1 mega bits. OK! Agora clique sobre o botão fechar do navegador, localizado no canto superior de sua tela.

Ótimo! Agora precisamos instalar o programa para podermos utilizá-lo. Para isso, clique no botão “Iniciar”, que está localizado no canto inferior esquerdo da sua tela.

Muito bem! Agora leve o cursor do mouse até o primeiro campo dessa janela, onde está escrito “Pesquisar programas e arquivos”, e dê um clique.

Essa é a barra de pesquisa do Windows. Através dela podemos encontrar qualquer coisa que esteja em seu computador. Isso facilita muito o nosso trabalho. Então agora, dê um clique no campo “texto” da barra de pesquisa, e digite a palavra “Downloads”, D, O, W, N, L, O, A, D, S, para acessarmos a pasta de downloads do nosso computador. Assim que digitar pressione a tecla “Enter” do seu teclado.

Muito bem! Perceba que aqui temos um ícone laranja, com o nome “blender-2.61-release-windows32.exe”. Esse é o arquivo responsável pela instalação do programa no seu computador. Então vamos lá! Leve o cursor do mouse até o ícone de instalação e dê um duplo clique sobre ele.

Perfeito! Temos aqui um aviso de segurança do Windows.

Todas as vezes que você for instalar um programa, cujo seu sistema operacional desconheça, ele irá te mostrar uma mensagem como esta, perguntando se você tem certeza que deseja executar o software. É muito importante se atentar a isso, pois existem muitos programas que ao serem instalados podem vir a danificar o seu computador.

Mas neste caso, como sabemos que é um software confiável, vamos clicar sobre a opção “Executar”, para prosseguir com a instalação.

Muito bem! Essa é a tela de instalação do “Blender”. Ela está toda em inglês, porém, como eu disse antes, serei seu guia, então não se preocupe. Agora leve o cursor do mouse até o botão “Next”, que significa “Próximo”, e dê um clique.

OK! Agora o que você vê, é a licença de uso do “Blender”, existem aqui alguns termos sobre utilização e comercialização do software. Como eu havia dito o “Blender” possui uma licença gratuita, ou “Open Source”, sendo assim ele não pode ser comercializado.

E isso é a única coisa que realmente importa nesse momento para nós. Então, clique sobre a opção “I Agree”, para aceitar os termos de licença.

Ótimo! Após aceitar os termos de licença, na sua tela temos uma lista com os componentes que serão instalados no seu computador, não desmarque nenhum deles, pois todos são necessários para que tudo funcione corretamente. Clique novamente sobre o botão “Next” para continuar.

Agora temos aqui um campo onde está escrito “Destination Folder”, que quer dizer pasta de destino, ou seja, onde será instalado o “Blender”. Por padrão todos os programas que você tentar instalar em seu computador serão direcionados para a unidade “C:”, dentro da pasta “Arquivos de programas”.

Não é necessário mudar nada, então vamos deixar assim mesmo. Agora clique em “Install” para terminar a instalação.

Perfeito! Nesse momento o “Blender” está extraindo os arquivos necessários para o seu computador. . . Opa! Veja que a instalação já terminou. Perceba que temos uma caixa de seleção marcada com a opção “Run Blender 2.61 release”, essa opção irá fazer com que o programa seja executado assim que fecharmos essa tela de instalação.

Vamos deixá-la assim mesmo! Como o botão “Finish” já está selecionado, basta pressionar a tecla “Enter” do seu teclado.

Bem vindo ao Blender! Essa é a tela de boas vindas. Nela você encontra alguns links úteis, como por exemplo, o link “Manual”, que te direciona para o “User Manual”, manual do usuário, ou o “Blender Website”, que o direciona para a página inicial do site do “Blender”, aquele que vimos no começo da aula.

Para que essa janela desapareça, e seja apresentada apenas a janela do programa, basta clicar sobre ela uma vez. Então, dê um clique no centro dessa janela.

Muito bem! Essa é a tela principal do “Blender 2.61”. No princípio ela pode parecer um pouco confusa, mas logo você verá o quanto é fácil utilizar esse programa.

Vamos agora falar um pouco sobre as principais funcionalidades do “Blender”.

Primeiramente você deve saber que o “Blender”, como todo software 3D, trabalha em eixos. Eixos? Como assim eixos? Lembra quando você estudou matemática e aprendeu a trabalhar com o sistema cartesiano? Bom, é o mesmo princípio. Todo software 3D trabalha com os eixos x, y e z, que representam a altura, espessura e profundidade, daí vem o termo 3D, três dimensões.

É a partir desses eixos que iremos criar e editar nossos objetos. Perceba que no centro da janela principal do programa existe uma área quadriculada. A partir de agora essa área será chamada de “Cena”. Veja que no centro da tela temos três objetos: um “Cube”, cubo em português, uma “Camera” e uma “Lamp”, lâmpada.

Todas as vezes que iniciarmos o “Blender” ele irá fornecer esses objetos, em uma cena pronta. Veja que sobre o Cubo existem três setas: uma verde, uma vermelha e uma azul. Essas setas simbolizam o plano cartesiano, a junção dos três eixos.

Veja ainda que no lado inferior esquerdo, ainda dentro da cena, existe a mesma sequência de eixos, com as mesmas cores.

Vamos ver nossa cena por outro ângulo? Então agora, leve o cursor do mouse sobre a opção “View”, localizada no canto inferior esquerdo da tela, ao lado da opção “Select”, e dê um clique sobre ela.

Perfeito! O menu “View”, como o próprio nome diz, é onde você pode escolher a “visão” ou a “vista” da cena. Existem vários ângulos de visão como você pode ver. Basta um clique para mudar a vista da tela, facilitando assim o trabalho na cena.

As “View’s” mais utilizadas são: “Top”, para visualizar os objetos de cima, “Bottom”, para visualizar de baixo, “Front”, para visualizar de frente, “Back”, para visualizar de costas, “Right”, para visualizar o lado direito, e “Left”, para visualizar o lado esquerdo da cena e dos objetos.

Dentro desse mesmo menu você ainda tem a opção “Camera”, onde direcionamos a visão de acordo com o objeto “Camera” que está inserido na cena. Parece muita informação não é? Mas tenha a certeza que ainda tem mais, estamos só começando! Vamos visualizar nossa cena pelo lado direito? Então, clique sobre a opção “Right”.

Muito bem! Temos ai a visão lateral do objeto e toda a cena. Que tal ver a cena por outro ângulo? Então, vamos mudar para o modo “Camera”. Novamente, leve o cursor do mouse até a opção “View”, e dê um clique sobre ela.

Agora mova o cursor do mouse sobre a opção “Camera”, que é a terceira opção desse menu contando de baixo para cima, e dê um clique.

Muito bem! Esse é o modo “Camera”. Aqui temos uma visão em perspectiva da cena, de acordo com o posicionamento da câmera. É possível inserir quantas câmeras quiser dentro da cena, porém no momento vamos trabalhar só com uma.

Muito bem! Agora já vimos alguns ângulos de visão. Vamos aprender um pouco sobre as ferramentas de modelagem. Para isso, clique novamente na opção “View”.

Perfeito! Agora perceba que na frente de cada opção de “View” temos algo escrito. Essa legenda mostra o atalho para acessar a funcionalidade.

É muito importante decorar os atalhos do sistema, para que você tenha mais agilidade ao editar, manipular e modelar objetos e cenas. Vamos trabalhar agora com a vista frontal da cena, portanto, escolha a opção “Front”.

OK! Agora vamos aproximar um pouco mais nosso objeto da tela de visualização. Para isso, clique novamente sobre a opção “View”, que está localizada no canto inferior da tela.

Esperamos que tenha gostado dessa demonstração da didática do Curso de Blender 3D, Faça sua Matrícula no botão no topo desta página.

Os principais tópicos do Curso de Blender 3D são:

Aula 1 – Curso de Blender 3D – Introdução e passos iniciais

  • Barra de título;
  • Barra de Menus (file, add, render, help, view , select, mesh);
  • Cena (cubo, câmera e lâmpada);
  • Comandos (translate, rotate e scale);
  • Modos de edição do objeto – object mode;
  • Inserir Object text.

 

Aula 2 – Curso de Blender 3D – Estrutura 3D e Modelagem

  • Adicionar círculo – função “Find”;
  • Vértices – lowpoly e highpoly;
  • Comandos – E e F( extrusão do objeto e nova face do objeto);
  • Botão View;
  • Comandos – “Rotate (girar objetos) e Scale (escala ou tamanho).

 

Aula 3 – Curso de Blender 3D – Modificadores e física

  • Modificar “Mirror”;
  • Adicionar “Modifiers”;
  • Aba physics (física);
  • Opção cloth (objeto em tecido);
  • Atalho “A e R” (selecionar e recortar objeto).

 

Aula 4 – Curso de Blender 3D – Criação de manipulação de Materiais

  • Opção material;
  • Opção diffuse( definição da cor do objeto);
  • Specular e shading( realce/brilho do objeto e sombreamento);
  • Menu camera (perspective and orthography);
  • Menu Lamp (lâmpada).

 

Aula 5 – Curso de Blender 3D – Modelagem low poly – parte 1

  • Atalho “N” (aba ferramentas);
  • Adicionar imagem;
  • Opção “Split Area”;
  • Função “Find” – cube;
  • Modelagem de imagem (corte e escala).

 

Aula 6 – Curso de Blender 3D – Modelagem low poly – parte 2

  • Manipular imagem;
  • Tecla Alt (ligação dos pontos da imagem);
  • Botão captura por faces e captura por ponto;
  • Ferramenta Smooth (suavização da malha);
  • Atalhos E, R e S(extrusão, corte e escala).

 

Aula 7 – Curso de Blender 3D – Modelagem low poly – parte 3

  • Modo de visualização “Solid”;
  • Opção “Join Area” (juntar as duas áreas do objeto);
  • Menu “Mesh” – opção “Normals”;
  • Opção UV Image Editor (edição da textura ou ajuste de malha do objeto);
  • Modo de visualização “Texture”.

“Eu sei que tudo quanto Deus faz durará eternamente; nada se lhe deve acrescentar, e nada se lhe deve tirar; e isto faz Deus para que haja temor diante dele.” Eclesiastes Capítulo 03, Versículo 14


Summary
Review Date
Reviewed Item
Curso de Blender 3D, Aprenda Fazer Animações e Modelagens para Jogos, Filmes, Cinema. Animação 3D. Curso Animador 3D com Apostila e Vídeo Aula Completa
Author Rating
51star1star1star1star1star
Advertisment ad adsense adlogger